Passar para o Conteúdo Principal
world best fish
logo world's best fish
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Máx C
Mín C
Instagram

O que não pode perder este fim de semana em Matosinhos

Evento os dias de birgitt 1 2500 2500 1 980 2500
26 Agosto 2020

Agosto está quase a terminar, mas a animação não para, na terra do melhor peixe do mundo – Matosinhos! Aqui ficam as nossas sugestões.

Animar Matosinhos – Museu da Quinta de Santiago
A Câmara Municipal de Matosinhos criou uma programação especial, centrada no Museu Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira, para todas as idades.
Quem quiser evitar a confusão das praias nesta altura do ano, saiba que há uma alternativa, de entrada livre, durante os meses de agosto e setembro, que proporciona música, observação de estrelas, palestras, atividades ao ar livre e teatro.
No dia 28, às 21h30, será a vez da apresentação de “Os Dias de Birgitt”, da autoria de Mário Lúcio de Sousa (Cabo Verde).
O mês de agosto encerra com um concerto do Quarteto de Cordas de Matosinhos, agendado para o dia 29, pelas 18h00. Criado pela Câmara Municipal de Matosinhos em 2007, o Quarteto de Cordas de Matosinhos é uma formação musical que tem vindo a desenvolver um importante trabalho de preservação da herança musical portuguesa, interpretando obras menos conhecidas e abraçando novas obras de compositores contemporâneos.
A entrada para todos os eventos é livre, mas a lotação é limitada em virtude das orientações da Direção-Geral da Saúde para o combate à pandemia por COVID- 19.
É necessária inscrição prévia através do e-mail casadobosque@cm-matosinhos.pt  ou pelo número 229392410.

No caso concreto do concerto do Quarteto de Cordas de Matosinhos, caso pretenda assistir, terá de levantar o convite (máximo 2 convites por pessoa) no Museu Quinta de Santiago três dias antes de espetáculo.
Programação: https://www.cm-matosinhos.pt/servicos-municipais/comunicacao-e-imagem/noticias/noticia/animar-matosinhos-na-quinta-de-santiago 
Quando: 28 e 29 de agosto
Onde: Museu da Quinta de Santiago

 

Cultura na Rua
De 22 de agosto a 15 de outubro, o evento “Cultura na Rua” animará locais como a zona envolvente ao Mercado de Angeiras, a Praça da Cidadania de S. Mamede de Infesta, a Praça das Sete Bicas na Senhora da Hora, o Largo do Souto em Custóias, o Largo do Castelo em Leça da Palmeira, o Largo da Igreja de Guifões e os parques de estacionamentos da Igreja Paroquial de Lavra e de Perafita.
O evento “Cultura na Rua” realiza-se no sábado em dose dupla, com dois espetáculos à mesma hora, mas em locais diferentes. Pelas 19h00, os Butcher’s Brass Band atuam em Leça da Palmeira. A banda de músicos, oriundos das regiões de Águeda, Albergaria-a-Velha, Figueira da Foz, Ílhavo e Oliveira do Bairro, apresenta um repertório baseado nos estilos Funk, Hip-Hop, Jazz e Rock.
Em Angeiras, junto ao mercado, serão os Funk You Brass Band a assegurar a animação. Esta banda, oriunda de Aveiro, promete apresentar a sonoridade típica das brass bands americanas de Nova Orleães, apostando no funk influenciando por nomes como Ray Charles, James Brown, Herbie Hancock, Stevie Wonder, Earth, Wind & Fire, Michael Jackson, Beyoncé e Bruno Mars.
Consulte o programa e os horários dos espetáculos em https://www.cm-matosinhos.pt/servicos-municipais/comunicacao-e-imagem/eventos/evento/cultura-na-rua 
A entrada é livre, mas a lotação é limitada em virtude das orientações da Direção-Geral da Saúde para o combate à pandemia por COVID- 19. Se pretende assistir, terá de levantar o convite (máximo 2 convites por pessoa) na Câmara Municipal, no Posto de Turismo de Matosinhos ou nas juntas de freguesia locais três dias antes de espetáculo.
Quando: 29 de agosto, às 19h00
Onde: Largo do Castelo em Leça da Palmeira e junto ao mercado em Angeiras

 

Animar Matosinhos - Concertos aos sábados e performances aos domingos
Sair de casa e divertir-se, com toda a segurança, usufruindo de um espaço único como é a envolvente ao Monumento Senhor do Padrão, é a proposta que a Câmara Municipal de Matosinhos apresenta a quem pretende “ficar por cá” nas suas férias de verão.
No sábado dia 29, às 19h00 “Fool Moon Cool”, vão animar o seu fim de tarde.
No domingo dia 30 de agosto vamos ter uma sessão dupla, às 16h00 e às 18h00, do Mastro Chinês.
Consulte o programa e os horários. A entrada é livre, mas a lotação é limitada em virtude das orientações da Direção-Geral da Saúde para o combate à pandemia por COVID- 19. Se pretende assistir, terá de levantar o convite (máximo 2 convites por pessoa) na Câmara Municipal ou no Posto de Turismo de Matosinhos três dias antes de espetáculo.
Programação: https://www.cm-matosinhos.pt/servicos-municipais/comunicacao-e-imagem/noticias/noticia/animar-matosinhos-em-agosto 
Quando: 29 e 30 de agosto
Onde: jardins do Senhor do Padrão

 

ECO-MERCADO - Feira de produtos biológicos – Jardim Basílio Teles
Aos sábados, das 9h00 às 14h00, no Jardim Basílio Teles, realiza-se uma feira de produtos hortícolas produzidos em agricultura biológica, onde poderá alternativas de alimentação mais saudável e saborosa.
Mais informações: https://www.cm-matosinhos.pt/servicos-municipais/ambiente/eco-mercado 
Quando: sábados das 9h00 às 14h00
Onde: Jardim Basílio Teles

 

Fragmentos da História de Matosinhos
"Desde o estabelecimento, neste território, das primeiras comunidades humanas até aos nossos dias, Matosinhos construiu um rico e complexo percurso histórico.
As sucessivas gerações de pessoas que viveram e trabalharam no espaço que atualmente abrange o município de Matosinhos legaram-nos um diversificado património constituído por peças arqueológicas, documentos históricos, obras de arte e mesmo grandes monumentos, que nos dão retratos das pessoas que os fabricaram e do tempo em que viveram.
Serão alguns desses fragmentos que serão divulgados neste espaço."
Quando: sábados
Onde: Redes sociais do Museu da Quinta de Santiago
(facebook.com/museuquintasantiago; instagram.com/museuquintadesantiago; twitter.com/MuseuQSantiago) 

 

O que se passa na casa de Santiago?
Os criados e outras personagens da Casa de Santiago dão notícias sobre o seu quotidiano!
A iniciativa pretende dar a conhecer as "personagens que outrora habitaram a Casa", como o Mordomo Baptista, o Cocheiro Gervásio, as Criadas Rosa Maria e Conchita, o arquiteto Nicola Bigaglia, entre outros, guiando o utilizador e partilhando momentos da época.
Quando: domingos
Onde: Redes sociais do Museu da Quinta de Santiago (facebook.com/museuquintasantiago; instagram.com/museuquintadesantiago; twitter.com/MuseuQSantiago)

 

Feira de artesanato - Parque de estacionamento em frente à PSP de Matosinhos
A Câmara Municipal de Matosinhos e a ANDARTE- Associação Nacional para o Desenvolvimento do Artesanato juntaram-se, à semelhança de outras épocas festivas, para dar a conhecer o que de melhor se faz em Portugal e apoiar os artesãos numa altura difícil e atípica como aquela que atravessamos.
Desta vez, a tradicional Feira de Artesanato de Matosinhos chega em agosto numa edição especial e com novas regras, dando, assim, cumprimento às orientações da Direção-Geral da Saúde face à pandemia por COVID- 19. Haverá limitação nas entradas, obrigatoriedade de uso de máscaras e gel desinfetante na entrada e em todos os stands. As regras a cumprir estarão afixadas à entrada do espaço.
Cerca de 30 artesãos estarão presentes na Feira de Artesanato de Matosinhos, que decorrerá até 31 de agosto, no parque de estacionamento em frente à PSP de Matosinhos.
Os stands estarão abertos diariamente entre as 14h00 e as 23h00. A entrada é livre.
Aproveite esta oportunidade para fazer compras no comércio local e tradicional e levar uma recordação original de Portugal caso resida no estrangeiro.
Quando: até 30 de agosto | Horário: 14h00 – 23h00
Onde: Parque de estacionamento em frente à PSP de Matosinhos

 

Habitar a Obra - Exposição de Helena Almeida - Galeria Municipal
Como é habitual em resultado da colaboração mantida com Serralves, a Galeria Municipal acolhe uma exposição itinerante da coleção da Fundação de Serralves. Este ano a exposição será sobre a obra de Helena Almeida.
Helena Almeida produziu desde a década de 1960 uma obra singular caracterizada por um marcado interesse pelo corpo, o seu lugar central — que regista, ocupa e define o espaço — e o seu encontro performativo com o mundo. As primeiras telas abstratas da artista abordavam de forma crítica os limites do espaço pictórico e as condições literais da pintura. Esse interesse estendeu-se nos anos 1970 à fotografia, onde o inconfundível espaço do ateliê da artista e o corpo feminino, fragmentado ou parcialmente obscurecido, se tornaram presenças recorrentes. É o caso da obra Sem título, de 1994-95, que integra esta exposição: uma sequência fotográfica de vinte elementos onde a artista se fez fotografar a distâncias várias e onde a escala e o número de elementos que a constituem, associados à dimensão espacial que sobressai do percurso/performance da artista pelo espaço fotografado, revelam uma abordagem inovadora à relação do corpo com o espaço.
Apesar de trabalhar em meios vários, a artista delineia meticulosamente esta coreografia e a composição de muitas das suas obras em estudos e desenhos preparatórios que evidenciam a sua utilização da cor e o poder psicológico do corpo humano.
Mais informações em: https://www.cm-matosinhos.pt/pages/1464?event_id=5329 
Quando: até 6 de setembro| horário: 2ªf a 6ªf - 09H00 – 13H00
Onde: Galeria Municipal

 

Exposição do III Concurso de Fotografia – Associação Passado Futuro ‘A ÁGUA’
3ª edição do Concurso de fotografia organizado pela Associação de Matosinhos-do passado ao futuro, numa parceria com a Câmara Municipal de Matosinhos, sobre o tema ‘A Água’.
Quando: até 19 de setembro | Horário: Terça a Domingo das 10h às 13h e das 14h às 18h
Onde: Teatro Municipal Constantino Nery

 

Exposição “Tempos Modernos — Cerâmica Industrial Portuguesa Entre Guerras — Coleção AM-JMV” – Casa do Design
São serviços de mesa, candeeiros, floreiras, caixas e figuras, peças da Fábrica de Sacavém, Vista Alegre, Aleluia, Massarelos ou Porcelanas de Coimbra, entre outras. Uma larga amostra de cerâmicas portuguesas provenientes de manufaturas representativas do tecido industrial português, no período entre guerras, um sólido conjunto de peças de uso doméstico que apela à memória coletiva do país.
A Casa do Design apresenta Tempos Modernos — Cerâmica Industrial Portuguesa Entre Guerras — Coleção AM-JMV, a primeira exposição realizada em Portugal inteiramente dedicada ao design para a indústria cerâmica nacional, da primeira metade do século XX, organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos e pela esad—idea, Investigação em Design e Arte.
Maioritariamente constituída por uma seleção de cerca de quinhentas peças pertencentes à coleção particular AM-JVM, esta exposição procura evidenciar as relações entre a produção cerâmica portuguesa e o contexto internacional, no rescaldo das vanguardas artísticas do início do século XX, centrando-se no período entre as duas Grandes Guerras. Considerando uma larga amostra de manufaturas representativa do tecido industrial da época (Fábrica de Sacavém; Aleluia; Vista Alegre; Massarelos; Lusitânia; Sociedade de Porcelanas de Coimbra; entre outras) e objetos de várias tipologias (serviços de mesa; candeeiros; floreiras; caixas e figuras), trata-se de um sólido conjunto de peças de uso doméstico que apela à memória coletiva do país.
A exposição Tempos Modernos tem curadoria de Rita Gomes Ferrão e estará patente na Casa do Design.
Mais informações em: https://www.cm-matosinhos.pt/pages/1464?event_id=5331 
Quando: data de encerramento a definir
Onde: Casa do Design de Matosinhos (no Edifício Paços do Concelho)

 

Cascata Gigante em Miniatura - Museu da Quinta de Santiago/ Espaço Irene Vilar
Doada ao Museu em maio de 2010, a Cascata Gigante, com cerca de 15m2, é uma reconstrução representativa da Leça de inícios do séc. XX, construída por José Moreira ""o mais velho cascateiro de Leça, localidade em que está ainda muito arreigada a tradição da montagem de grandes cascatas leceiras. Dominam as representações de pormenores, monumentos, tradições e episódios históricos de Leça da Palmeira."
Visitas: segundas-feiras
Onde: Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar

 

Exposição “Da Luz e das Sombra” do designer gráfico Manuel Lapa – Casa do Design
Nome cimeiro da história visual portuguesa contemporânea, Manuel Lapa (1914-1979) exerceu uma atividade prolífica e marcante entre as décadas de 1940 e 70, tendo-se destacado na produção de trabalhos icónicos ao serviço da propaganda do Estado Novo, de que a direção de arte da Exposição do Mundo Português (1940) é o expoente máximo. O seu trabalho, no entanto, não se limitou à colaboração com o regime, tendo sido vasto e diversificado nas áreas da ilustração e design editorial ou até da hagiografia e do figurinismo para cinema.
A exposição 'Da Luz e das Sombras', com curadoria de Jorge Silva, organizada em parceria pelas Câmaras Municipais de Matosinhos e de Setúbal e pela esad–idea, Investigação em Design e Arte, apresenta 34 originais de Manuel Lapa, entre desenhos e maquetes; 66 impressões digitais em papel, a partir de ilustrações de livros; 56 peças impressas, entre cartazes, livros e revistas; e ainda três ilustrações em vinil recortado, de grandes dimensões. Um total de 156 peças em exposição.
Tendo sido apresentada ao público pela primeira vez no âmbito da Festa de Ilustração de Setúbal 2019, 'Da Luz e das Sombras' está patente na Casa do Design Matosinhos desde janeiro. A entrada é livre.
O catálogo da exposição — Manuel Lapa – Ilustração, Arranha-Céus Editora —, com edição de Jorge Silva, apresenta cerca de 300 peças.
Quando: data de encerramento a definir | Horário: "2ªF A 6ªF: 09H00 – 12H30/ 14H-17H30 ; SÁB, DOM E FERIADOS: 15H-18H
Onde: Casa do Design

 

Monitorizar o Mar para prevenir o risco - Exposição Itinerante
A exposição “Monitorizar o Mar para prevenir o risco” pretende sensibilizar para a importância da monitorização costeira, marítima e oceânica, com relevância social elevada, desde a avaliação de poluentes marinhos, à dispersão de potentes toxinas que se podem acumular no pescado e marisco, até à erosão da costa e o impacto nas populações costeiras.
A exposição refere, também, o futuro da monitorização oceânica nas diferentes áreas, e ainda, que a Educação Ambiental pode dar um contributo significativo para a conservação dos Oceanos, principalmente em relação às alterações climáticas e à poluição por plásticos.
Entrada livre.
Mais informações em: http://www.cmia-matosinhos.net 
Quando: até 16 de setembro | horário: segunda e sexta 9h30-12h30 e 14h00-17h30
Onde: CMIA Matosinhos, rua Alfredo Cunha (sob a Biblioteca Municipal Florbela Espanca)

 

EXPOSIÇÃO “SOUTO DE MOURA: MEMÓRIA, PROJECTOS, OBRAS” – Casa da Arquitectura
“A Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura tem patente a Exposição “Souto de Moura – Memória, Projectos, Obras” até 7 de março de 2021.
Com curadoria de Francesco Dal Co e Nuno Graça Moura, a exposição Souto de Moura oferece uma singular e rara leitura monográfica do trabalho daquele que é considerado um dos mais prestigiados arquitetos portugueses.
A Exposição é a primeira leitura extraída do enorme acervo que o arquiteto depositou na Casa da Arquitectura em maio 2019, composto por 604 maquetes, cerca de 8500 peças desenhadas e toda a documentação textual e fotográfica que complementa os projetos.
Integrando cerca de 40 projetos, a mostra vai ‘invadir´’ a Casa da Arquitectura: irá ocupar a nave expositiva com 950 metros quadrados e a Galeria da Casa com 150 metros quadrados. O material da exposição, todo original e em grande parte nunca exposto, é apresentado rigorosamente como consta no arquivo da Casa da Arquitectura, sem manipulação ou omissão.
Um vasto programa de atividades paralelas, com curadoria de Nuno Sampaio, Francesco Dal Co e Nuno Graça Moura, complementa a exposição. Inclui ciclos de conferências e debate com algumas das mais relevantes figuras nacionais e internacionais da arquitetura e outras disciplinas, concertos e um conjunto de visitas guiadas, onde o visitante pode vivenciar a obra na sua plenitude”. In casadaarquitectura.pt
Mais informações em: http://casadaarquitectura.pt/exposicao-souto-moura-memoria-projectos-obras-inaugura-18-outubro/ 
Quando: até 7 de março de 2021
Onde: Casa da Arquitectura – edifício da Real Vinícola