Passar para o Conteúdo Principal
world best fish
logo world's best fish
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Máx C
Mín C
google plus

O que não pode perder este fim de semana em Matosinhos

Water slide 55 1 980 2500
07 Agosto 2019

Aproveite o fim de semana, e venha divertir-se na terra do melhor peixe do mundo – Matosinhos, onde há sempre muito para viver!
Aqui ficam algumas sugestões.

Waterslide - S. Mamede de Infesta
Nos dias 10 e 11 de agosto, S. Mamede de Infesta volta a ser palco do evento Water Slide Summer, uma espécie de Parque Urbano Aquático, com muita música e diversão.
Instalado na Rua Dr. Abel Salazar, junto à Casa-Museu Abel Salazar, o Water Slide é composto por um escorrega gigante com duas pistas para deslizar. Haverá ainda piscinas para crianças, insufláveis gigantes e Djs.
O Water Slide estará a funcionar, no sábado, das 10h00 às 23h00, e no domingo, das 10h00 às 19h00. A entrada é gratuita.
Quando: 10 de agosto das 10h00 às 00h00 e 11 de agosto, das 10h00 às 19h00
Onde: S. Mamede de Infesta

Festival EU(TU)BÓRA! - Matosinhos
Na segunda-feira, Matosinhos volta a receber mais uma edição do EU(TU)BÓRA, o festival de vlogers e influenciadores digitais.
Entre as 15h00 e as 20h00, alguns dos melhores youtubers e influenciadores digitais nacionais, entre os quais, Sirkazzio, “Os Nova”, Paulo Sousa, Owhana, Vânia Fernandes, Diogo Costa, Helder Tavares, Mathgurl, marcarão presença no jardim em frente à Marginal de Matosinhos.
Haverá live-acts, sessões de autógrafos, comédia, música ao vivo e sessões skate promovidas pela associação de Skate do Porto.
A participação é livre, mas para garantir o acesso a um contacto mais próximo com alguns dos youtubers, aconselha-se o levantamento até sexta-feira das pulseiras nas Casas da Juventude:
Casa da Juventude de São Mamede Infesta
SIRKAZZIO+ HELDER TAVARES e OS NOVA + PAULO SOUSA
Casa da Juventude de Matosinhos
DIOGO COSTA + MATHGURL
Casa da Juventude de Santa Cruz do Bispo
VÂNIA FERNANDES + OWHANA
Para mais informações, ligue para o telefone 22 9392460 ou envie um email para juventudematosinhos@cm-matosinhos.pt
Quando: 12 de agosto, entre as 15h00 e as 20h00
Onde: Matosinhos

Banda Móvel – Santa Cruz do Bispo
BANDAMÓVEL é um concerto num automóvel em que é projetado um palco sobre rodas e criado um universo burlesco e absurdo.
Musicalmente, procura-se um registo sonoro híbrido, onde são exploradas as fronteiras de géneros como o swing, o blues, o ska e o funk, num diálogo permanente com o teatro físico e o circo contemporâneo.
O projeto é da Radar 360º Associação Cultural e conta com o apoio da Câmara Municipal de Matosinhos.
Quando: 11 de agosto – 21h30
Onde: Santa Cruz do Bispo, Largo da Viscondessa

Põe-te a mexer na Praia – Matosinhos
O Põe-te a Mexer...na Praia está de regresso. Fitness para adultos e crianças na praia de Matosinhos, durante o mês de agosto, às terças e quintas, às 16h30, junto ao bar Lais de Guia, e domingos manhã, 11h30, junto ao Vagas bar.
A participação é gratuita, mas a sua realização está condicionada a imprevistos e dependente das condições meteorológicas.
A organização é da Câmara Municipal de Matosinhos e da Matosinhos Sport - Empresa Municipal de Desporto, com o apoio da AmazinGym, da Freguesia de Matosinhos - Leça da Palmeira, do Vagas bar, e do Lais de Guia.
Quando: durante o mês de agosto, às terças e quintas, pelas 16h30; e aos domingos, pelas 11h30.
Onde: Praia de Matosinhos

Viva o Verão no Comércio Tradicional - Matosinhos e S. Mamede de Infesta
A Câmara Municipal de Matosinhos preparou uma programação ampla para que possa usufruir da melhor forma do verão no comércio tradicional em Matosinhos.
Habilitar-se a sorteios de vales de compras, apreciar as ilustrações das montras dos estabelecimentos comerciais, ver a banda filarmónica a tocar pela rua, fazer percursos orientados pelos pontos de interesse vizinhos do comércio tradicional e participar em oficinas de impressão e de cozinha criativa, têm sido algumas das propostas que, desde o início do mês de julho e até ao último sábado de verão, sob o mote “Viva o Verão!” têm vindo a desafiar o público para um novo olhar sobre o comércio tradicional local, dando continuidade às ações desenvolvidas na época de natal e de primavera, e integradas na estratégia implementada pela autarquia de dinamização do comércio tradicional.
Para além das muitas iniciativas pensadas para animar esta época, no âmbito do “Verão em Matosinhos”, de 21 de julho a 21 de setembro, todas as compras efetuadas no comércio tradicional no valor superior a 20€, permitirão que se habilite a vales de compras de 500€ e 50€ nas lojas aderentes.
Os sorteios decorrerão nos dias 17 de agosto e 21 de setembro.
Refira-se que o “Verão em Matosinhos” está a decorrer nas zonas de maior concentração deste comércio de proximidade da cidade de Matosinhos - Rua Brito Capelo, ruas envolventes e Mercado Municipal de Matosinhos - e da cidade de S. M. Infesta - Av. do Conde e Rua Godinho Faria - incluindo um conjunto de propostas frequentes desenvolvidas com o objetivo de ir convocando o público para estas tradicionais zonas comerciais do município, num ambiente que se pretende de proximidade e de celebração partilhada entre público e comerciantes, num convite para ver e viver de perto o nosso comércio tradicional, como tem vindo já a acontecer nestes fins de semana de julho.
Estas iniciativas integram-se na estratégia de dinamização e valorização do comércio tradicional da Câmara Municipal de Matosinhos, desenvolvida em colaboração com a União de Freguesias de Matosinhos e Leça da Palmeira, a União de Freguesias de S. Mamede de Infesta e Senhora da Hora, com a Associação Empresarial do Concelho de Matosinhos e com a Associação para a Revitalização de Brito Capelo.
O programa completo pode ser consultado em www.cm-matosinhos.pt , e todas as iniciativas são gratuitas.
Os regulamentos dos concursos então disponíveis em: https://www.cm-matosinhos.pt/pages/242?news_id=6421 
Quando: até 21 de setembro
Onde: zonas de comércio tradicional de Matosinhos e S. Mamede de Infesta

Festas de aniversário no museu: “O museu é mais velho do que eu!” – Museu da Quinta de Santiago
O Museu da Quinta de Santiago promove festas de aniversário para crianças dos 6 aos 12 anos. As festas infantis incluem uma visita especial ao museu ou à cascata gigante e a realização de uma oficina. Os preços dependem do número de participantes: até 15 crianças: 5€ cada e a partir de 16 participantes: 4,50€, com um mínimo de 10 e máximo de 25 crianças. Para mais informações contatar casadobosque@cm-matosinhos.pt ou pelo telefone 229 392 410.
Quando: sábados, das 10h00 às 13h00 ou das 15h00 às 18h00.
Onde: Museu da Quinta de Santiago | Espaço Irene Vilar

Vem Descobrir a Cascata Gigante – Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar
Doada ao Museu em maio de 2010, a Cascata Gigante, com cerca de 15m2, é uma reconstrução representativa da Leça de inícios do séc. XX, construída por José Moreira ""o mais velho cascateiro de Leça, localidade em que está ainda muito arreigada a tradição da montagem de grandes cascatas leceiras. Dominam as representações de pormenores, monumentos, tradições e episódios históricos de Leça da Palmeira."
ATIVIDADE: Visita à Cascata Gigante; Atividade de expressão plástica: modelagem em barro ou gesso.
Atividade: 1€ visita guiada + 2€ Atelier l p/ participante. Nº mín. de participantes:5.
Nº max.de participantes: 20. Inscrição Obrigatória. A ação é gratuita para escolas do concelho de Matosinhos; Visita: 1€
Quando: Atividade: Terça a Sexta: 10H-12H/15H - 17H ; Visita: Terça a Domingo e Feriado: 10h-13h/15h - 18h
Onde: Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar

Feira de produtos biológicos – Jardim Basílio Teles
Aos sábados, das 9h00 às 14h00, no Jardim Basílio Teles, realiza-se uma feira de produtos hortícolas produzidos em agricultura biológica, onde poderá encontrar alternativas de alimentação mais saudável e saborosa.
Quando: sábados das 9h00 às 14h00

Exposição “Corpo-Escultura” de Olga Noronha – Museu da Quinta de Santiago
O Museu da Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira, mostra desde 13 de julho, uma nova exposição de Olga Noronha, “Corpo-Escultura”. A artista, que já antes apresentou em Matosinhos os projetos “Joalharia medicamente prescrita”, em 2013, e a sua primeira mostra individual, “Silêncios Ilustrados”, em 2006, cria desta vez um conjunto de peças escultóricas que se relacionam com a joalheria, com o design de moda e com a performance, numa abordagem que o crítico Bernardo Pinto de Almeida situa no domínio das derivações pós-humanas.
“Corpo-Escultura”, que estará patente até 15 de setembro, apresenta, assim, um conjunto de peças escultóricas que reconfiguram e re-imaginam o corpo humano, ao modo das antigas máscaras tribais, permanecendo, todavia, como objetos autónomos e concretos para além da presença do corpo.
Autora de um percurso artístico com passagem por Inglaterra, Estados Unidos da América, Espanha, França, Chipre e Itália, Olga Noronha nasceu em 1990, no Porto, e é licenciada em Design de Joalheria pelo Central Saint Martins College of Art & Design, em Londres, tendo o seu trabalho “Dirty Tissues” sido considerado o melhor dos 21 anos do curso e, assim, adquirido por aquela faculdade para integrar o seu espólio privado. É atualmente curadora da Sala Futuro do Museo Del Gioiello Vicenza, em Itália.
Taxa: 1€ (entrada no Museu) + 1€ (visita guiada) ou 2€ (visita especial); Domingos, das 15h às 18h, entrada no Museu gratuita; Portadores de Matosinhos Jovem e Matosinhos Sénior: 50% desconto nas visitas.
Quando: de 13 de julho a 15 de setembro de 2019 | Horário: Terça a domingo das 10h-13h e 15h-18h. Encerra às segundas.
Onde: Museu da Quinta de Santiago

Exposição “No Reino do Cavaleiro Cayo Carpo” – Biblioteca Municipal Florbela Espanca
A olaria é uma arte tradicional cuja evolução se cruza com as Festas do Senhor de Matosinhos, marcando presença há mais de 200 anos na Feira da Louça. À semelhança de anos anteriores, a Câmara Municipal de Matosinhos dá uma especial atenção à olaria e à cerâmica, dedicando-lhe uma exposição integrada no programa da romaria.
No dia 1 de junho, inaugurou a mostra “No reino do cavaleiro Cayo Carpo”, do escritor e investigador matosinhense António Cunha e Silva e do oleiro João Ferreira, patente na Galeria da Biblioteca Municipal Florbela Espanca.
Recorde-se que o episódio de Cayo Carpo associa Matosinhos ao culto de Santiago de Compostela, pois explica a origem das conchas/vieiras como um dos símbolos principais dos peregrinos que, todos os anos, percorrem os caminhos de Santiago de Compostela.
Quando: de 1 de junho a 31 de agosto
Onde: Biblioteca Municipal Florbela Espanca

“Brito Capelo: memória(s) de uma rua” - Matosinhos
A exposição “Brito Capelo: memória(s) de uma rua” já pode ser visitada. A inauguração decorreu com uma visita guiada levada a cabo pelo historiador Joel Cleto, que é também o comissário desta exposição que permite fazer uma visita às memórias da Brito Capelo.
Composta por reproduções de pinturas, cartas e fotografias do Arquivo Municipal de Matosinhos, a exposição poderá ser visitada até ao final do verão, entre a chamada rotunda da anémona (a Praça Cidade S. Salvador) e o Mercado Municipal de Matosinhos, percorrendo a história e a memória de uma rua com um lugar privilegiado na identidade da cidade.
Do carreiro de terra batida que era atravessado pelo comboio que transportava os materiais para a construção do Porto de Leixões à chegada do metropolitano de superfície, a exposição passa revista aos vários momentos da vida de uma artéria que os matosinhenses guardam no coração. A chegada das conserveiras e dos armazéns de vinhos, a linha 19 do elétrico que trazia do Porto os veraneantes que enchiam a praia, os desfiles, as paradas, as tradições, as procissões ou o tempo em que a entrada para as Festas do Senhor de Matosinhos se fazia pelo cruzamento com a Rua do Godinho são alguns dos momentos recordados pela exposição “Brito Capelo: memória(s) de uma rua”.
Refira-se que “Brito Capelo: memória(s) de uma rua” integra o programa Primavera em Matosinhos, a decorrer desde 30 de março e que pretende dinamizar e revitalizar o comércio tradicional e local.
Quando: até ao final do verão
Onde: Rua Brito Capelo

Exposição "Orgânico Racional” de Pedro Ramalho – Casa da Arquitectura
“A exposição “Orgânico Racional” sobre a obra do arquiteto Pedro Ramalho, com curadoria de Nuno Brandão Costa e com base num olhar sobre o seu acervo recentemente doado à Casa da Arquitectura, inaugurou no dia 8 de junho, na Galeria da Casa da Arquitectura – Centro Português de Arquitectura, em Matosinhos, onde ficará patente até 8 de setembro.
Esta mostra tem por base uma seleção de dez obras do arquiteto portuense construídas no distrito do Porto desde os anos 60 até à atualidade, retratando vários programas e escalas de intervenção.”
Mais informações em: http://casadaarquitectura.pt/organico-racional-exposicao-individual-pedro-ramalho-inaugura-8-junho-na-galeria-da-casa/ 
Quando: de 8 de junho até 8 de setembro
Onde: Casa da Arquitectura – Galeria da Casa

Exposição “Design de Macau XX - Casa do Design
A exposição “Design Macau XX” reúne 60 projetos produzidos nos últimos vinte anos por vinte estúdios de design de Macau.
Com curadoria de Emanuel Barbosa e James Chu, a exposição assinala o vigésimo aniversário da transferência da soberania de Macau para a China.
“Design Macau XX” é de entrada gratuita e ficará patente na sala de exposições do piso zero da Casa do Design até 18 de agosto.
Projeto conjunto do Macau Design Centre e da Associação Cultural Portuguesa, em parceria com a esad—idea Investigação em Design e Arte e a Casa do Design, a exposição dá a conhecer o atual panorama criativo de Macau em áreas como o design de cartaz, de livros, de branding, de embalagem, de produto e de projection mapping. Em destaque estará o trabalho criativo de gabinetes como o Jan Design, o Chii Design, o Cliffs Studio ou o Shidu Art Consultants.
Organização
ACPT – Associação Cultural Portuguesa
MDA – Macau Designers Association
Co-organização
Câmara Municipal de Matosinhos
esad—idea, Investigação em Design e Arte
Macau Design Centre
Quando: de 19 junho a 1 de setembro
Onde: Casa do Design, Piso 0

“Mesa dos Sonhos: Duas coleções de arte contemporânea” - Galeria Municipal de Matosinhos
A exposição “Mesa dos Sonhos”, organizada pelo Museu de Serralves com curadoria de João Silvério, mostra um conjunto de trabalhos de artistas como Alberto Carneiro, Alicia Framis, Ana Jotta, Blinky Palermo, Dimitrije Basicevic Mangelos, Helena Almeida, James Lee Byars, João Queiroz, Joel Fisher, José Pedro Croft, Julião Sarmento, Leonor Antunes, Luísa Correia Pereira, Marcelo Cidade, Pedro Cabrita Reis e Silvia Bächli.
Patente até 14 de setembro na Galeria Municipal de Matosinhos, a exposição reúne pela primeira vez peças das coleções da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e da Fundação de Serralves. O título da mostra recupera o nome de um poema de Alexandre O’Neill, estabelecendo a exposição da Galeria Municipal de Matosinhos como um lugar de encontro, de convívio, de confronto, de comunhão e de deriva, trazendo à luz do dia, e partilhando com o grande público, algumas obras-primas da arte contemporânea internacional.
Integrando um conjunto de artistas e de obras que enquadram um arco temporal de quase meio século, a exposição em Matosinhos inaugura o circuito de itinerância desta exposição produzida pela Fundação de Serralves, que também tem à sua guarda a coleção da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. "Mesa dos sonhos” inclui diferentes meios de expressão plástica e visual, como a escultura, pintura, desenho e instalação, mas também objetos comuns que transitaram para a esfera da arte.
Quando: de 18 de maio até 14 de setembro
Onde: Galeria Municipal de Matosinhos

Obra "Medida Incerta" – Esculturas de José Pedro Croft - Real Vinícola
Depois de ter representado Portugal na edição de 2017 da mais importante bienal do mundo, em Veneza, a obra “Medida Incerta”, de José Pedro Croft, já está na sua casa definitiva, na Real Vinícola, em Matosinhos.
Ao todo, são seis esculturas em aço, vidro e espelho, com medidas de três por seis metros ligadas a estacas, e que pesam 140 toneladas. O objetivo é refletir a realidade em seu redor.
A estrutura foi adquirida em março pela Câmara Municipal de Matosinhos.
Refira-se que José Pedro Croft é considerado o mais importante escultor português da geração surgida na década de 1980, tendo sido escolhido para criar a obra que representou Portugal na Bienal de Veneza deste ano.
“Medida Incerta” foi pensada para dar sequência à exposição de 2016, dedicada aos complexos habitacionais desenhados por Álvaro Siza Vieira, tendo estado instalada, durante a bienal, na Villa Hériot da ilha da Giudecca, a poucos metros de um projeto do arquiteto, com cuja métrica a obra de arte dialoga.
A instalação definitiva de “Medida Incerta” junto da Casa da Arquitectura, escolhida por José Pedro Croft, permite, assim, retomar o diálogo entre as duas artes, presente na sua génese. O curador da representação portuguesa em Veneza, João Pinharanda, salienta que, a despeito do “diálogo rítmico com a métrica” do projeto de Álvaro Siza, as esculturas de Croft “são claramente autónomas dessa referência”, desenvolvendo “metáforas de energia (aceleração, instabilização e efemeridade, vertigem ou multiplicação)”.
As peças de “Medida Incerta” foram visitadas em Veneza por 16.110 pessoas entre maio e novembro. As esculturas, com uma altura que ronda os oito metros, estão agora distribuídas pelo espaço do antigo quarteirão industrial de Matosinhos, reabilitado pela Câmara Municipal de Matosinhos para acolher a Casa da Arquitetura e a Orquestra Jazz de Matosinhos.
José Pedro Croft nasceu no Porto em 1958. Em 1981, concluiu o curso de pintura em Lisboa na Escola Superior de Belas Artes. A sua obra está representada em diversas coleções públicas e privadas, nomeadamente no Banco Central Europeu, em Frankfurt (Alemanha), no Museu Rainha Sofia, em Madrid (Espanha), no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Brasil) e na Coleção Albertina, em Viena (Áustria).
Em Portugal, está presente nas coleções da Caixa Geral de Depósitos, da Fundação Calouste Gulbenkian, do Museu Berardo e o Centro Cultural de Belém, em Lisboa, na coleção António Cachola, no Museu de Arte Contemporânea de Elvas, e na Fundação de Serralves, no Porto, entre outras.
Quando: horário de inverno: de terça a sexta-feira – das 10h00 às 18h00/sábados, domingos e feriados – das 10h00 às 19h00
Onde: Edifício da Real Vinícola

“Dominguinhos” - Mar Shopping
Os Dominguinhos voltaram em 2019 e o Mar Shopping promove atividades lúdicas dedicadas aos mais novos poderão conhecer curiosidades sobre a natureza. Os “Dominguinhos” são compostos por diferentes temáticas mensais e surgem da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, que se dedica a projetos educativos. A entrada é livre.
Mais informações em:
https://www.marshopping.com/pt-pt/matosinhos/events/dominguinhos-2019 
Quando: domingos, pelas 11 horas.
Onde: Mar Shopping

water_slide_55
water_slide_45
_o2a0095
finais_6
finais_9
dsc08012
dsc_3400
dsc_3461