Passar para o Conteúdo Principal
world best fish
logo world's best fish
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Máx C
Mín C
google plus

O que não pode perder este fim de semana em Matosinhos

Senhor de matosinhos 2019   artes finais   para grafica 16 1 980 2500
22 Maio 2019


A maior romaria nortenha esta prestes a começar – o Senhor de Matosinhos!
Para além dos habituais atrativos, a programação cultural é vasta e diversificada.
Consulte já a programação para este fim de semana!

Festas do Senhor de Matosinhos – Matosinhos
As Festas do Senhor de Matosinhos estão quase aí. De 24 de maio a 16 de junho, muitos serão os motivos para vir a Matosinhos e usufruir dos eventos que a Câmara Municipal preparou para si no âmbito daquela que é considerada a maior Romaria do Norte do país.
Este ano, o cartaz tem várias atrações e pontos altos. Os concertos de Blaya e dos GNR com a Banda de Música Matosinhos-Leça nos Jardins da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, nos dias 9 e 10 de junho respetivamente, prometem agitar Matosinhos.
Para além dos cabeças-de-cartaz, o programa da romaria será também garantido por artistas locais, incluindo os grupos de bombos e zés pereiras, ranchos folclóricos, grupos de cavaquinhos e fadistas. De assinalar ainda a música de Câmara com solistas da Orquestra Barroca da Casa da Música, na Igreja do Bom Jesus de Matosinhos, o concerto do Coro Ensemble Vocal Pro Music, no adro da Igreja, e os já habituais encontros de tunas e o festival de folclore.
Uma das novidades deste ano é a realização de um Congresso Internacional sobre o Bom Jesus de Matosinhos, que decorrerá de 11 a 13 de junho, no Salão Nobre da Câmara Municipal. O certame incluirá a apresentação de comunicações relacionadas com a imagem do Bom Jesus de Matosinhos, visitas, e o lançamento do livro das festas “Senhor de Matosinhos – Lendas, História e Património”, da autoria de Joel Cleto.
Destaque também para a exposição de Cunha e Silva “No Reino do Cavaleiro Cayo Carpo”, na Galeria da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, de 1 de junho a 31 agosto.
No dia 8 de junho, mais um dos pontos altos das festividades, o fogo de artifício, está marcado para as 24h00 prometendo atrair milhares de pessoas à cidade. E o fogo de bonecos, uma tradição pirotécnica única no país, com presença obrigatória no cartaz, está marcado para as 19h00 do feriado municipal, 11 de junho.
Também não faltarão, claro, a sardinha assada e as farturas, as iluminações decorativas, a procissão solene, a Feira de Artesanato e a Feira da Louça, os matraquilhos, os carrosséis, os carros-de-choque e os divertimentos mais radicais, todos bons motivos para que se desloque até nós."
Programação completa em: http://www.cm-matosinhos.pt/cmmatosinhos/uploads/writer_file/document/20934/programa_senhor_de_matosinhos_2019.pdf 
Quando: de 24 de maio a 16 de junho de 2019
Onde: Matosinhos

FITEI -"Há Mais Futuro que Passado" – Teatro Municipal Constantino Nery
O FITEI está de regresso a Matosinhos. A sua 42ª edição é dedicada ao tema Brasil Descolonizado.
O FITEI decorre de 8 a 25 de maio em Matosinhos, Porto, Vila Nova de Gaia, Felgueiras e Viana do Castelo, e apresentará obras nacionais, mas também do Brasil, Uruguai, Chile e Argentina.
Entre os vários espetáculos, destaque para a estreia nacional em Matosinhos, já na próxima sexta-feira, 24 de maio, de “Há mais futuro que passado” de Daniele Avila Small (Brasil), no Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery, pelas 22h00.
"Há Mais Futuro que Passado é um documentário de ficção sobre o lugar da mulher latino-americana na história da arte. Três atrizes – Clarisse Zarvos, Cris Larin e Tainah Longras – apresentam uma pesquisa sobre artistas de diferentes países da América Latina nos anos 60, 70 e 80, questionando a predominância de nomes masculinos e europeus, bem como a distância entre o Brasil e os países vizinhos.
“Qual é o lugar da mulher latino-americana na história da arte?” – essa é a pergunta que impulsionou a criação de Há Mais Futuro que Passado – Um Documentário de Ficção. Com direção de Daniele Avila Small e dramaturgia da diretora com Clarisse Zarvos e Mariana Barcelos, a peça foi realizada por uma equipa liderada por mulheres em todas as funções criativas e técnicas.
Quando: 24 de maio, pelas 22h00
Onde: Teatro Municipal de Matosinhos - Constantino Nery

Entrega de Prémios do Archiprix - Real Vinícola
O Archiprix é um prémio de temática livre, puramente institucional e académico que dá visibilidade à diversidade e qualidade académica da mais jovem geração de arquitetos. O Archiprix destaca um coletivo de projetos que espelha os desafios e aspirações de cada concorrente, orientador e instituição de ensino do território nacional.
A cerimónia de entrega dos prémios decorrerá no dia 25 de maio, das 17h00 às 20h00, na Real Vinícola.
Quando: 25 de maio, das 17h00 às 20h00
Onde: Casa da Arquitectura - Real Vinícola

Rally Fish – Matosinhos, Leça da Palmeira, Perafita e Angeiras
Já arrancou a quinta edição do Rally Fish, a rota gastronómica que propõe uma autêntica peregrinação pelos melhores petiscos da restauração da Matosinhos.
Com a chegada de mais uma edição do Rally de Portugal, instala-se outra corrida nos restaurantes matosinhenses, na procura do melhor petisco! Com a qualidade de sempre, novos estabelecimentos, apetitosas e criativas entradas que prometem surpreender os aficionados desta rota gastronómica.
Por três euros vai ser possível provar uma das delícias disponíveis nos 58 restaurantes de Angeiras, Leça da Palmeira, Matosinhos e Perafita e beber um copo de vinho.
O convite está feito! De 14 de maio a 2 de junho, são muitos os motivos para nos visitar, com deliciosas tapas à sua espera em diversos restaurantes. Não perca esta oportunidade!
Efetue aqui o download do mapa com os restaurantes aderentes: https://tinyurl.com/y693zs3e 
Quando: de 14 de maio a 2 de junho
Onde: Matosinhos, Leça da Palmeira, Perafita e Angeiras

PML 2019 – Poesia Mal Dita - Mercado Municipal de Matosinhos
O Mercado de Matosinhos recebe no dia 25 de maio, pelas 10h00, mais uma sessão de poesia Mal Dita, onde o público é convidado a interagir com Isaque Ferreira e Rui Spranger, declamadores de poesia, e a familiarizar-se com a poesia portuguesa em inusitadas intervenções e performances poéticas em espaços públicos.
Quando: 25 de maio, pelas 10h00
Onde: Mercado Municipal de Matosinhos

Feira dos Golfinhos – Jardim Basílio Teles
Se gosta de colecionismo e de antiguidades, não perca a Feira dos Golfinhos, já neste domingo!
A Feira dos Golfinhos ganhou notoriedade após o 25 de abril de 1974. Assim designada por inspiração nas armas do concelho, tem lugar no quarto domingo de cada mês nesse amplo e bem cuidado espaço diante dos Paços do Concelho, que é o Jardim Basílio Teles. Considerada, de início, como uma feira de antiguidades, é hoje cenário para colecionadores de toda a gama de objetos, antigos e modernos. A fama da Feira dos Golfinhos já mereceu destaque, em Londres, na B.B.C.
Quando: 26 de maio, das 10h00 às 18h00
Onde: Jardim Basílio Teles

Festas da Senhora da Hora – Senhora da Hora
Está a decorrer mais uma edição das Festas da Senhora da Hora, com muita música e animação.
Mais informações e programação completa: http://www.cm-matosinhos.pt/pages/1464?event_id=4991 
Quando: de 17 de maio a 2 de junho
Onde: Senhora da Hora

Festas de aniversário no museu: “O museu é mais velho do que eu!” – Museu da Quinta de Santiago
O Museu da Quinta de Santiago promove festas de aniversário para crianças dos 6 aos 12 anos. As festas infantis incluem uma visita especial ao museu ou à cascata gigante e a realização de uma oficina. Os preços dependem do número de participantes: até 15 crianças: 5€ cada e a partir de 16 participantes: 4,50€, com um mínimo de 10 e máximo de 25 crianças. Para mais informações contatar casadobosque@cm-matosinhos.pt ou pelo telefone 229 392 410.
Quando: sábado, 25 de maio, das 10h00 às 13h00 ou das 15h00 às 18h00.
Onde: Museu da Quinta de Santiago | Espaço Irene Vilar

Vem Descobrir a Cascata Gigante – Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar
Doada ao Museu em maio de 2010, a Cascata Gigante, com cerca de 15m2, é uma reconstrução representativa da Leça de inícios do séc. XX, construída por José Moreira ""o mais velho cascateiro de Leça, localidade em que está ainda muito arreigada a tradição da montagem de grandes cascatas leceiras. Dominam as representações de pormenores, monumentos, tradições e episódios históricos de Leça da Palmeira."
ATIVIDADE: Visita à Cascata Gigante; Atividade de expressão plástica: modelagem em barro ou gesso.
Atividade: 1€ visita guiada + 2€ Atelier l p/ participante. Nº mín. de participantes:5.
Nº max.de participantes: 20. Inscrição Obrigatória. A ação é gratuita para escolas do concelho de Matosinhos; Visita: 1€
Quando: Atividade: Terça a Sexta: 10H-12H/15H - 17H ; Visita: Terça a Domingo e Feriado: 10h-13h/15h - 18h
Onde: Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar

Feira de produtos biológicos – Jardim Basílio Teles
Aos sábados, das 9h00 às 14h00, no Jardim Basílio Teles, realiza-se uma feira de produtos hortícolas produzidos em agricultura biológica, onde poderá encontrar alternativas de alimentação mais saudável e saborosa.
Quando: sábados das 9h00 às 14h00
Onde: Jardim Basílio Teles

Exposição “A Floresta: Muito mais do que madeira” – Junto à Câmara Municipal de Matosinhos
A exposição “A Floresta: Muito mais do que madeira” inaugurou no dia 9 de maio, e vai estar de portas abertas até ao dia 26 de junho, mesmo em frente ao edifício da Câmara Municipal.
As florestas são os ecossistemas terrestres com maior diversidade do mundo. Conservam o património de milhares de milhões de anos de evolução. Em matéria de florestas, quase todas as paisagens europeias estão representadas em Espanha, e o resultado é uma das maiores biodiversidades da Europa.
Como é que uma árvore funciona? Como é que se forma o húmus? O que é a madeira? Das humildes minhocas, imprescindíveis ao fabrico do húmus, às árvores, as indiscutíveis protagonistas, esta exposição faz um percurso pelo complexo ecossistema chamado floresta.
A exposição também contempla as principais espécies arbóreas da Península, a sua ecologia e a sua ligação com o ser humano através de uma singular coleção, além de apresentar cinco das árvores mais singulares da Península Ibérica.
Mais informações e horários em: http://www.cm-matosinhos.pt/pages/1464?event_id=4973 
Quando: 9 de maio a 26 de junho
Onde: Junto à Câmara Municipal de Matosinhos

“Brito Capelo: memória(s) de uma rua” - Matosinhos
A exposição “Brito Capelo: memória(s) de uma rua”, que permite fazer uma visita às memórias da Brito Capelo, pode ser visitada até ao final do verão.
Composta por reproduções de pinturas, cartas e fotografias do Arquivo Municipal de Matosinhos, a exposição estende-se entre a chamada rotunda da anémona (a Praça Cidade S. Salvador) e o Mercado Municipal de Matosinhos, percorrendo a história e a memória de uma rua com um lugar privilegiado na identidade da cidade.
Do carreiro de terra batida que era atravessado pelo comboio que transportava os materiais para a construção do Porto de Leixões à chegada do metropolitano de superfície, a exposição passa revista aos vários momentos da vida de uma artéria que os matosinhenses guardam no coração. A chegada das conserveiras e dos armazéns de vinhos, a linha 19 do elétrico que trazia do Porto os veraneantes que enchiam a praia, os desfiles, as paradas, as tradições, as procissões ou o tempo em que a entrada para as Festas do Senhor de Matosinhos se fazia pelo cruzamento com a Rua do Godinho são alguns dos momentos recordados pela exposição “Brito Capelo: memória(s) de uma rua”.
Refira-se que “Brito Capelo: memória(s) de uma rua” integra o programa Primavera em Matosinhos, a decorrer desde 30 de março e que pretende dinamizar e revitalizar o comércio tradicional e local.
Quando: até ao final do verão
Onde: Rua Brito Capelo

Porto Cartoon – Teatro Municipal Constantino Nery
A Exposição “PortoCartoon – Prémio Especial de caricatura Bob Dylan” estará patente no Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery, de 18 de maio a 9 de junho, e inclui uma centena de caricaturas de Bob Dylan, o cantor e poeta, vencedor do Prémio Nobel da Literatura em 2016.
Resultado de uma parceria entre o Museu Nacional da Imprensa e a Câmara Municipal de Matosinhos, a exposição dá a conhecer, entre muitos outros, o cartoon do brasileiro Luiz Carlos Fernandes, vencedor do Prémio Especial do PortoCartoon (imagem em anexo). Também lá estão os trabalhos que conquistaram (ex-aequo) o segundo prémio, produzidos pelo australiano David Rowe e pelo português António Santos (Santiagu). O terceiro premiado foi Omar Figueroa Turcios, de Espanha.
Mais informações em: http://www.cm-matosinhos.pt/pages/242?news_id=6212 
Quando: de 18 de maio a 9 de junho
Onde: Teatro Municipal Constantino Nery

“Mesa dos Sonhos: Duas coleções de arte contemporânea” - Galeria Municipal de Matosinhos
A exposição “Mesa dos Sonhos”, organizada pelo Museu de Serralves com curadoria de João Silvério, mostra um conjunto de trabalhos de artistas como Alberto Carneiro, Alicia Framis, Ana Jotta, Blinky Palermo, Dimitrije Basicevic Mangelos, Helena Almeida, James Lee Byars, João Queiroz, Joel Fisher, José Pedro Croft, Julião Sarmento, Leonor Antunes, Luísa Correia Pereira, Marcelo Cidade, Pedro Cabrita Reis e Silvia Bächli.
Patente até 14 de setembro na Galeria Municipal de Matosinhos, a exposição reúne pela primeira vez peças das coleções da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e da Fundação de Serralves. O título da mostra recupera o nome de um poema de Alexandre O’Neill, estabelecendo a exposição da Galeria Municipal de Matosinhos como um lugar de encontro, de convívio, de confronto, de comunhão e de deriva, trazendo à luz do dia, e partilhando com o grande público, algumas obras-primas da arte contemporânea internacional.
Integrando um conjunto de artistas e de obras que enquadram um arco temporal de quase meio século, a exposição em Matosinhos inaugura o circuito de itinerância desta exposição produzida pela Fundação de Serralves, que também tem à sua guarda a coleção da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento. "Mesa dos sonhos” inclui diferentes meios de expressão plástica e visual, como a escultura, pintura, desenho e instalação, mas também objetos comuns que transitaram para a esfera da arte.
Quando: de 18 de maio até 14 de setembro
Onde: Galeria Municipal de Matosinhos

Exposição “Casa de Recordações - da Monarchia à Res Publica” – Museu da Quinta de Santiago
"A exposição “Casa de Recordações - da Monarchia à Res Publica” tem características de casa-museu e fundo documental. Integra objetos de antiquaria, curiosidades de cabinet, arte sacra dos sécs. XVI-XVIII (Flamenga e Portuguesa), papeleira setecentista de desenho erudito e fábrica portuense, peças decorativas, esculturas, pinturas (destacando-se a pictórica de grande formato e primeira linha autoral da Escola do Porto), bandas de allegro bordaliano, ready-made duchampiano, artefactos do quotidiano feitos tábulas votivas. A componente de tombo inclui materiais de interesse académico e cívico, diplomática, epistolografia, fotografia, filatelia, medalhística, numismática, filumenismo, pins, autocolantes, cartazes, gravuras, serigrafias, litografias, caricaturas, folhetos, panfletos, manuscritos, espécimes bibliográficos multivários e de suporte especializado.
A acumulação/selecção de referentes materializou-se nos últimos decénios. O corpus civicus restitui linguagens da Opressão, da Resistência e da Libertação, da Guerra e da Paz, repertório que noutros ciclos não seria fácil mostrar de forma aberta. O espólio de cariz político e histórico distribui-se por várias “praças”: ‘Praça da Monarchia’, ‘Praça do Império’, ‘Praças da República (28 de Maio, 14 de Maio, 25 de Abril, 5 de Outubro)’ . Para uns, estes módulos possibilitam um revi(ver) de idades obscuras e de períodos exaltantes. Para outros, parecerão espelhos retrovisores de uma terra ficcional.
O acervo (parte de património privado) foi reunido segundo critérios de busca e achamentos de circunstância. Tem como desígnio residenciar-se num espaço vocacionado para o artístico, o literário, a informação, a investigação."
Taxas: 1€ (entrada no Museu) + 1€ (visita guiada)/2€ (visita especial); Domingo das 10h às 13h entrada gratuita.
Quando: de 25 de abril a 30 de junho | horário: Terça a Domingo e Feriados das 10h às 13h e das 15h às 18h. Encerra à 2ªf.
Onde: Museu da Quinta de Santiago

Exposição Sinal - 100 anos de Design das Comunicações e dos Correios em Portugal – Casa do Design
A exposição “SINAL” abriu as portas em Matosinhos a 9 de março para mostrar como evoluiu o design das marcas, dos equipamentos, dos fardamentos e dos serviços.
Organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos, pela Fundação Portuguesa das Comunicações e pela esad–idea, Investigação em Design e Arte, “SINAL – 100 Anos de Design das Telecomunicações e dos Correios em Portugal” estará patente até 14 de julho na Casa do Design, em Matosinhos, e mostra como a evolução tecnológica andou a par do desenvolvimento do design nacional e das principais correntes estéticas que lhe estão associadas.
Com curadoria de José Bártolo, a exposição cobre um período temporal que vai do final do século XIX à entrada no século XXI, explicitando de que modo as telecomunicações e os correios reconfiguraram a vida pública e privada do país. Da instituição do código postal à criação do Correio Azul, passando pela memória da empresa de Correios, Telégrafos e Telefones (CTT) e da TLP-Telefones de Lisboa e Porto, “SINAL” acompanha a par-e-passo uma história que, nos últimos 30 anos, foi capaz de alterar de forma radical o modo como vivemos e nos relacionamos.
Mais informação em: http://www.cm-matosinhos.pt/pages/242?news_id=6073 
Quando: de 9 de março até 14 de julho de 2019 |
Onde: Casa do Design. horário: 2ªa 6ª feira das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Sábados, Domingos e Feriados: 15h00 às 18h00.

Exposição Joaquim Neves dos Santos no Castro de Guifões - Galeria Biblioteca Municipal Florbela Espanca
A galeria da Biblioteca Municipal Florbela Espanca acolhe até 25 de maio mais uma exposição.
“Memórias do Monte Castêlo: 100 anos do nascimento de Joaquim Neves dos Santos” abriu portas no dia 29 de março, na Galeria da Biblioteca Municipal Florbela Espanca, apresentando o património arqueológico do Castro de Guifões desde Joaquim Neves dos Santos até à investigação científica mais recente.
A exposição pretende, assim, divulgar o Castro do Monte Castêlo, a história da investigação arqueológica no local, e o trabalho de investigação arqueológica realizado pelo explorador, responsável também pela primeira Carta Arqueológica do Concelho de Matosinhos e por um levantamento exaustivo dos vestígios arqueológicos existentes no concelho. Os registos e descrições por ele legadas constituem, hoje, o único acesso possível a alguns vestígios do passado de Matosinhos, entretanto desaparecidos.
Quando: 29 de março até 25 de maio | horário: De 2ªf a 6ªf: 9h30 – 19h; Sábados: 09h30 – 12h30/ 13h30 – 17h30
Onde: Galeria da Biblioteca Municipal Florbela Espanca

Irradiações – Fabio Penteado” - Casa da Arquitectura
A Casa da Arquitectura inaugurou recentemente a exposição “Irradiações – Fabio Penteado” que fica patente até 26 de maio na Galeria da Casa. Com curadoria de Francesco Perrotta-Bosch, esta é a primeira exposição individual de Fabio Penteado (1929-2011) em Portugal e marca o início das celebrações dos 90 anos do arquiteto brasileiro.
Mais informações em: http://casadaarquitectura.pt/irradiacoes-fabio-penteado/ 
Quando: 23 de fevereiro a 26 de maio.
Onde: Casa da Arquitectura

Obra "Medida Incerta" – Esculturas de José Pedro Croft - Real Vinícola
Depois de ter representado Portugal na edição de 2017 da mais importante bienal do mundo, em Veneza, a obra “Medida Incerta”, de José Pedro Croft, já está na sua casa definitiva, na Real Vinícola, em Matosinhos.
Ao todo, são seis esculturas em aço, vidro e espelho, com medidas de três por seis metros ligadas a estacas, e que pesam 140 toneladas. O objetivo é refletir a realidade em seu redor.
A estrutura foi adquirida em março pela Câmara Municipal de Matosinhos.
Refira-se que José Pedro Croft é considerado o mais importante escultor português da geração surgida na década de 1980, tendo sido escolhido para criar a obra que representou Portugal na Bienal de Veneza deste ano.
“Medida Incerta” foi pensada para dar sequência à exposição de 2016, dedicada aos complexos habitacionais desenhados por Álvaro Siza Vieira, tendo estado instalada, durante a bienal, na Villa Hériot da ilha da Giudecca, a poucos metros de um projeto do arquiteto, com cuja métrica a obra de arte dialoga.
A instalação definitiva de “Medida Incerta” junto da Casa da Arquitectura, escolhida por José Pedro Croft, permite, assim, retomar o diálogo entre as duas artes, presente na sua génese. O curador da representação portuguesa em Veneza, João Pinharanda, salienta que, a despeito do “diálogo rítmico com a métrica” do projeto de Álvaro Siza, as esculturas de Croft “são claramente autónomas dessa referência”, desenvolvendo “metáforas de energia (aceleração, instabilização e efemeridade, vertigem ou multiplicação)”.
As peças de “Medida Incerta” foram visitadas em Veneza por 16.110 pessoas entre maio e novembro. As esculturas, com uma altura que ronda os oito metros, estão agora distribuídas pelo espaço do antigo quarteirão industrial de Matosinhos, reabilitado pela Câmara Municipal de Matosinhos para acolher a Casa da Arquitetura e a Orquestra Jazz de Matosinhos.
José Pedro Croft nasceu no Porto em 1958. Em 1981, concluiu o curso de pintura em Lisboa na Escola Superior de Belas Artes. A sua obra está representada em diversas coleções públicas e privadas, nomeadamente no Banco Central Europeu, em Frankfurt (Alemanha), no Museu Rainha Sofia, em Madrid (Espanha), no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro (Brasil) e na Coleção Albertina, em Viena (Áustria).
Em Portugal, está presente nas coleções da Caixa Geral de Depósitos, da Fundação Calouste Gulbenkian, do Museu Berardo e o Centro Cultural de Belém, em Lisboa, na coleção António Cachola, no Museu de Arte Contemporânea de Elvas, e na Fundação de Serralves, no Porto, entre outras.
Quando: horário de inverno: de terça a sexta-feira – das 10h00 às 18h00/sábados, domingos e feriados – das 10h00 às 19h00
Onde: Edifício da Real Vinícola


“Dominguinhos” - Mar Shopping
Os Dominguinhos voltaram em 2019 e o Mar Shopping promove atividades lúdicas dedicadas aos mais novos onde estes poderão conhecer curiosidades sobre a natureza. Os “Dominguinhos” são compostos por diferentes temáticas mensais e surgem da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, que se dedica a projetos educativos. A entrada é livre.
Mais informações em: https://www.marshopping.com/pt-pt/matosinhos/events/dominguinhos-2019 
Quando: domingos, pelas 11 horas.
Onde: Mar Shopping

Senhor de matosinhos 2019   artes finais   para grafica 1 1 980 700
Dsc 7824 1 980 700
1454 1 980 700
1470 1 980 700
0759 1 980 700
Banner 1600x700px 1 2500 2500 1 980 700