Vestígios arqueológicos da Praia de Angeiras

1007 1 100 100

UMA FÁBRICA DE CONSERVAS COM 1700 ANOS

Um dos mais surpreendentes monumentos da região situa-se no areal de Angeiras: cerca de quatro dezenas de tanques retangulares escavados nas
rochas testemunham a produção industrial de conserva de peixe durante a época romana (sécs. III-IV d.C.). Contíguos aos tanques, surgem por vezes pavimentos de seixos e barro que terão servido como salinas de onde se extraía o sal necessário para a produção de salmoura nos tanques.

Uma vez que em relação à época da sua utilização se registou uma subida do nível do mar, os tanques estão quase sempre ocultos pelas areias. Contudo, existe uma réplica de um dos núcleos destes tanques. Pode ser observada do passadiço que percorre o litoral, junto de uma tradicional “Casa do Mar”, onde se guardavam o barco, as redes e os utensílios para a apanha do sargaço, usado antigamente como um fertilizante dos campos.