Porto de Leixões

Imagem00023 1 100 100

A MAIOR OBRA DE ENGENHARIA EM PORTUGAL NO SÉCULO XIX

Dominando a paisagem das praias de Matosinhos e de Leça da Palmeira, os gigantescos molhes graníticos que entram mar dentro e definem o porto de Leixões, foram construídos entre 1884 e 1895, naquela que foi a maior obra de engenharia realizada em Portugal no séc. XIX e que deu origem ao maior porto artificial do país.

Possuindo 1579 (o do lado sul) e 1147 (o do norte) metros de comprimento, os molhes foram edificados graças à força dos “titãs”: dois gigantescos
guindastes de ferro movidos a vapor (um deles - relíquia industrial - é ainda hoje visível no molhe norte). Bloco após bloco, os titãs foram avançando com a edificação, alicerçada no fundo marinho e num grande conjunto de enormes rochedos que, ao largo, há já muitos séculos se haviam constituído num porto de abrigo natural: os “leixões”.