Passar para o Conteúdo Principal
world best fish
logo world's best fish
Hoje
Máx C
Mín C
Amanhã
Máx C
Mín C
Depois
Máx C
Mín C
google plus

Com o fim-de-semana à porta não há nada que o impeça de sair de casa!

Com o fim de semana   porta n o h  nada que o impe a de sair de casa  1 980 2500
18 Outubro 2017

Aproveite os dias que se avizinham com estas doze sugestões para usufruir do seu tempo de descanso em Matosinhos.

Pedro e o Capitão – Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery
“Pedro e o Capitão” é um espetáculo de teatro que pretende explorar os limites da comunicação cénica através das ferramentas do teatro e do cinema. Explora o jogo cénico nestas duas dimensões, jogando com a ação em palco e a ação projetada em tela.
A prática da tortura enquadra a temática de fundo e a grande manipulação, psicológica e visual, estabelece as regras do jogo.
O texto do Uruguaio Mário Benedetti, escritor emblemático da literatura da América Latina, serve de mote a esta reflexão sobre uma prática ainda frequente nos dias de hoje."
Apoio/Residência Artística: Teatro da Terra/Município de Ponte de Sôr ; Parceria: Grupo de Teatro do Oprimido de Lisboa; Agradecimentos: Cue One; Coprodução: Teatro Municipal Constantino Nery e São Luiz Teatro Municipal; Projeto apoiado pela República Portuguesa - Cultura / Direção Geral das Artes
Preço dos bilhetes: 7,50€. Para crianças até aos 14 anos, estudantes e maiores de 65 anos: 5€; Desconto de 20% para compras superiores a 10 bilhetes.
Quando: 21 de outubro, pelas 21h30
Onde: Teatro Municipal de Matosinhos Constantino Nery

Feira dos Golfinhos – Jardim Basílio Teles
Se gosta de colecionismo e de antiguidades, não perca a Feira dos Golfinhos, já neste domingo, 22 de outubro!
A Feira dos Golfinhos ganhou notoriedade após o 25 de abril de 1974. Assim designada por inspiração nas armas do concelho, tem lugar no quarto domingo de cada mês nesse amplo e bem cuidado espaço diante dos Paços do Concelho, que é o Jardim Basílio Teles. Considerada, de início, como uma feira de antiguidades, é hoje cenário para colecionadores de toda a gama de objetos, antigos e modernos. A fama da Feira dos Golfinhos já mereceu destaque, em Londres, na B.B.C.
Quando: ao quarto domingo de cada mês, das 10h00 às 18h00
Onde: Jardim Basílio Teles

Exposição Martins da Costa - Vida e obra – Museu da Quinta de Santiago
Um dos acontecimentos mais trágicos no ano de 1947 ocorreu na praia de Matosinhos. Quatro traineiras naufragaram quando se aproximavam da barra de Leixões e, à vista de todos os que desesperavam em terra, afundaram-se nas vagas e arrastaram consigo a vida de 152 pescadores. A memória daquele dia aziago de dezembro de há 70 anos ficou registado em fotografias e também na arte: João Martins da Costa, então um estudante do último ano do curso superior de Pintura da Escola de Belas Artes do Porto, fixou-o numa tela que apresentou na tese final de curso e que havia de ficar intimamente ligada à memória e ao património artístico de Matosinhos.
“Mar Sagrado – Tragédia marítima de 2 de dezembro de 1947” é uma das mais de quatro dezenas de obras que compõem a exposição “Martins da Costa… [d]aquilo que fica”, que inaugurou a 7 de outubro, no Museu da Quinta de Santiago, em Leça da Palmeira.
A exposição ficará patente até 28 de janeiro e abarca cerca de cinco décadas da produção artística de Martins da Costa, entre a década de 1940 e o final do século XX. A mostra reúne obras dos acervos do Museu Nacional de Soares dos Reis, do Museu da Faculdade de Belas Artes do Porto, do Museu Municipal de Coimbra, da Câmara Municipal de Matosinhos e de alguns colecionadores particulares, incluindo trabalhos de pintura e desenho. Paisagens, autorretratos, naturezas mortas e episódios bíblicos são alguns dos temas patentes nas obras.
Quando: 7 de outubro a 28 de janeiro
Onde: Museu Quinta de Santiago, Rua de Vila Franca, 314, Leça da Palmeira, Matosinhos. Horário Museu e Exposição: terça a sexta: 10h-13h | 15h-18h; sábados, domingos e feriados: 15h-18h


Exposição "Obra Pública" de Júlio Resende – Galeria Municipal
A obra do Mestre Júlio Resende está em exposição na Galeria Municipal de Matosinhos.
Organizada no âmbito das comemorações do centenário de nascimento do artista, que se assinalada no dia 23 de outubro a exposição, inaugurada no dia 23 de setembro, resulta da colaboração entre a Câmara Municipal de Matosinhos e o Lugar do Desenho – Fundação Júlio Resende, apresentando um conjunto de estudos para painéis cerâmicos, tapeçarias e vitrais, os quais deram origem a algumas das mais importantes obras de Resende.
Dos azulejos que decoram a estação de metropolitano de Sete Rios, em Lisboa, ao icónico painel “Ribeira Negra”, no Porto, Júlio Resende produziu uma extensa obra pública que dá vida a edifícios e a ruas de todo o país.
Uma das salas da exposição “Obra Pública” é dedicada ao espólio da Câmara Municipal de Matosinhos, cuja principal parede da sala de sessões públicas do edifício dos paços do concelho conta com uma das mais notáveis obras de Resende, o painel cerâmico “Lenda de Cayo Carpo”. Deste acervo faz ainda parte a tapeçaria “Neptuno”, presente na exposição.
“Obra Pública” conta ainda com diversos estudos realizados para todo o país, do já referido “Ribeira Negra” aos notáveis vitrais da igreja do Foco, no Porto, passando pelo painel do edifício Pinto de Magalhães.
Júlio Resende nasceu no Porto e faleceu há seis anos, no dia 21 de setembro de 2011. Foi um dos mais notáveis artistas portugueses do século XX, tendo conquistado prémios como o Amadeo Sousa Cardoso (1949) ou o Prémio Especial da Bienal de S. Paulo (1951).
Quando: 23 de setembro a 27 de janeiro de 2018
Onde: Galeria Municipal. Horário da Galeria: 2ª a 6ª feira, das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30; sábados e feriados, das 15h00 às 18h00; encerra aos domingos

Motos de Portugal – Casa do Design Matosinhos
A Casa do Design de Matosinhos acolhe desde o dia 21 de setembro uma exposição com algumas das mais míticas motorizadas de fabrico português, da Casal Boss à SIS Sachs Andorinha, passando pela Confersil Dina 104, pelas Macal, pela Famel Zundapp GT25, pelas Vilar, pela incontornável V5 ou pela Cinal Pachancho. Estas e outras históricas e inesquecíveis máquinas, bem como o seu design, são as grandes vedetas da exposição “Motos de Portugal”, que sucede a “Discos Orfeu — Imagens, Palavras, Sons” na programação da Casa do Design.
Com curadoria de Emanuel Barbosa, designer e docente da Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos, “Motos de Portugal” pretende recordar a produção nacional de motociclos e ciclomotores e proporcionar uma visão panorâmica das características destes veículos e da sua utilização. Pensada como uma experiência cultural, a exposição assume-se também como um reflexo da evolução da sociedade portuguesa e do desenho de produto que presidiu à conceção e divulgação de um conjunto de máquinas que marcaram indelevelmente o quotidiano de várias gerações e a sociedade contemporânea nacional.
“Motos de Portugal” é organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos e pela ESAD IDEA, Investigação em Design e Arte, apresentando as motorizadas nacionais enquanto veículos de lazer e de trabalho, exercício tecnológico e utensílios indispensáveis ao desempenho de atividades essenciais à sobrevivência das populações.
O trabalho de investigação desenvolvido por Emanuel Barbosa permitiu reunir e apresentar inúmero material documental, algum dele inédito, incluindo catálogos, cartazes, vídeos e fotografias de época. Durante a exposição, um programa de atividades paralelas irá ainda permitir a interação com especialistas, colecionadores, autores e intervenientes da indústria nacional.
Quando: até 27 de janeiro de 2018
Onde: Casa do Design em Matosinhos; horário: 2ªa 6ª feira das 9h00 às 12h30 e das 14h00 às 17h30. Sábados: 15h00 às 18h00. Encerra aos domingos e feriados.

Feira de produtos biológicos – Jardim Basílio Teles
Aos sábados, das 9h00 às 14h00, no Jardim Basílio Teles, realiza-se uma feira de produtos hortícolas produzidos em agricultura biológica, onde poderá encontrar alternativas de alimentação mais saudável e saborosa.
Quando: sábados das 9h00 às 14h30
Onde: Jardim Basílio Teles

Festas de aniversário no museu: “O museu é mais velho do que eu!” – Museu da Quinta de Santiago
O Museu da Quinta de Santiago promove festas de aniversário para crianças dos 6 aos 12 anos. As festas infantis incluem uma visita especial ao museu ou à cascata gigante e a realização de uma oficina. Os preços dependem do número de participantes: até 15 crianças: 5€ cada e a partir de 16 participantes: 4,50€, com um mínimo de 10 e máximo de 25 crianças. Para mais informações contactar casadobosque@cm-matosinhos.pt ou pelo telefone 229 392 410.
Quando: sábados, 21 e 28 de outubro, das 10h00 às 13h00 ou das 15h00 às 18h00.
Onde: Museu da Quinta de Santiago | Espaço Irene Vilar

Vem Descobrir a Cascata Gigante – Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar
Doada ao Museu em maio de 2010, a Cascata Gigante, com cerca de 15m2, é uma reconstrução representativa da Leça de inícios do séc. XX, construída por José Moreira ""o mais velho cascateiro de Leça, localidade em que está ainda muito arreigada a tradição da montagem de grandes cascatas leceiras. Dominam as representações de pormenores, monumentos, tradições e episódios históricos de Leça da Palmeira."
ATIVIDADE: Visita à Cascata Gigante; Atividade de expressão plástica: modelagem em barro ou gesso.
Atividade: 1€ visita guiada + 2€ Atelier l p/ participante. Nº mín. de participantes:5.
Nº max.de participantes: 20. Inscrição Obrigatória. A ação é gratuita para escolas do concelho de Matosinhos; Visita: 1€
Quando: Atividade: Terça a Sexta: 10H-12H/15H - 17H ; Visita: Terça a Domingo e Feriado: 10h-13h/15h - 18h
Onde: Museu da Quinta de Santiago / Espaço Irene Vilar


Exposição documental “Correspondência Irmã Lúcia-G.Thedim” - Sala-Museu G. Thedim
A correspondência inédita trocada entre Guilherme Thedim e a irmã Lúcia, da qual resultou a imagem cultuada em Fátima, estará no centro de uma exposição documental que foi inaugurada no dia 18 de maio, na Sala-Museu Guilherme Thedim, em Santa Cruz do Bispo.
Organizada pela Câmara Municipal de Matosinhos, a mostra ficará parente até ao final do ano e dá conta da relação de amizade que o escultor estabeleceu com a alegada vidente e das indicações que permitiram a Thedim criar a imagem de Fátima.
Guilherme Ferreira Thedim foi, ao longo do século XX, autor das imagens sacras que decoram inúmeros altares da Europa, Ásia, Africa, Oceânia e América. A criação, em 2009, de um espaço museológico na terra onde residiu e trabalhou durante cerca de 50 anos tem permitido à Câmara Municipal de Matosinhos preservar e divulgar o espólio doado à autarquia pelos herdeiros do escultor.
Informações e marcações: muma@cm-matosinhos.pt  / 939799008
Quando: até ao final do ano
Onde: Sala-Museu G. Thedim, Largo da Viscondessa, 4455-860 Santa Cruz do Bispo, Horário: 2ª a 6ª feira: 09h00 – 12h30/ 14h00 – 17h30

Almanaque - Design Português em Revista – Casa do Design de Matosinhos
Está patente, na Casa do Design de Matosinhos, a exposição “Almanaque – Design Português” com curadoria de José Bártolo. A exposição é constituída por revistas da coleção de José Bártolo, que permite recompor cerca de 150 anos de história do design gráfico, da ilustração e da tipografia em Portugal. Mais informações em: http://www.cm-matosinhos.pt/frontoffice/pages/242?news_id=4602 
Quando: de segunda a sexta: 9h00 - 12h30 | 14h - 17h30 |sábados e feriados das 15h às 18h |encerra aos domingos.
Onde: Casa do Design de Matosinhos – edifício dos Paços do Concelho

MAR Shopping Food Experience 2017” - Mar Shopping
O Mar shopping promove fins de semana animados, com eventos e atividades para todos os gostos. De sexta-feira a domingo, a programação é vasta e diversificada, incluindo concertos, performances musicais, workshops, noites mágicas e muito mais. A entrada é livre. Mais informações em: https://www.marshopping.com/pt-pt/events 
Quando: sextas, sábados e domingos
Onde: Mar Shopping

Dominguinhos: Hora do conto– “Um livro” - Mar Shopping
Os Dominguinhos voltaram em 2017 e o Mar Shopping promove atividades lúdicas dedicadas aos mais novos poderão conhecer curiosidades sobre a natureza. Este domingo será dedicado à hora do conto, onde os mais pequenos poderão ouvir um conto didático. Os “Dominguinhos” são compostos por diferentes temáticas mensais e surgem da parceria com a Catavento, empresa da incubadora de indústrias criativas da Fundação de Serralves, que se dedica a projetos educativos. A entrada é livre.
Quando: 22 de outubro, domingo, pelas 11 horas.
Onde: Mar Shopping.